Mobilidade Suave

A redução das emissões de gases com efeito de estufa e a neutralidade carbónica, que se pretende alcançar até 2050, irão obrigar à adoção de novos padrões de mobilidade quotidiana, menos suportada no uso do automóvel individual e mais no transporte público e nos modos de deslocação suaves, mais sustentáveis e ativos, como andar a pé ou de bicicleta.

A redução do uso dos veículos motorizados e o aumento dos modos ativos promove a prática diária de atividade física, beneficia a saúde, aumenta a qualidade do ar que respiramos e reduz a poluição sonora, em particular num concelho como Almada, onde a principal fonte de ruído e de poluição atmosférica é o tráfego motorizado.

A Câmara Municipal de Almada, com o apoio da AGENEAL, Agência Municipal de Energia de Almada e do Centro de Estudos de Arquitetura Paisagista do Instituto Superior de Agronomia, tomou a iniciativa, em 2003, de desenvolver o PACicla, Plano Almada Ciclável, para a promoção dos modos de deslocação suaves nas viagens quotidianas, como forma de diversificar a acessibilidade às múltiplas funções do território, reduzir a intensidade energética do sector dos transportes e melhorar a qualidade de vida em meio urbano. A bicicleta é um modo de deslocação muito atrativo nas viagens de curta distância (< 6 km) e também para percorrer maiores distâncias, quando combinada com os transportes públicos.

Almada dispõe de uma ferramenta de planeamento da mobilidade ciclável, a Rede Ciclável Hierarquizada do Concelho de Almada, aprovada por unanimidade em Reunião de Câmara, assim como os 5 Critérios Fundamentais pela qual se rege e a Classificação Hierárquica dos percursos que a integram.

Pacicla_Câmara Municipal de Almada

O PACicla prevê a implantação progressiva de uma rede de 220 km de percursos cicláveis, de diferentes tipologias, umas dedicadas e outras em partilha de espaço com outros modos de transporte, que seguem 5 critérios fundamentais: continuidade, funcionalidade, segurança, conforto e qualidade ambiental. Trata-se de uma rede que se estende pelo concelho de Almada, ligando os principais equipamentos, serviços e interfaces de transportes públicos. A informação e sensibilização para o uso da bicicleta constitui uma importante dimensão de trabalho do PACicla, através da realização de campanhas, sessões temáticas e grandes iniciativas de rua, estudos de opinião e da produção de recursos educativos. 

A Rede Ciclável é complementada por um conjunto de infraestruturas associadas, incluindo parqueamentos, biciparques e bici-links. No que toca à oferta de estacionamento para bicicletas, estão disponíveis cerca de 600 lugares, distribuídos por 70 locais, e 4 bici-parques em parques de estacionamento subterrâneos.

A componente pedonal foi tratada no âmbito do PMPACA, Plano Municipal de Promoção das Acessibilidades do Concelho de Almada, que preconiza dotar Almada de uma rede de percursos pedonais que garantam a continuidade, segurança e conforto das deslocações a pé. O objetivo é assegurar a acessibilidade universal a todo o território, natural ou construído.

 

Rede Ciclável Hierarquizada do Concelho de Almada
Deliberação de Reunião de Câmara de 21/09/2005
Memória Descritiva, anexo da Deliberação de Reunião de Câmara de 21/09/2005