Saúde

A saúde deve constituir-se como um direito estrutural de cidadania e um dos direitos humanos mais fundamental por estar intrinsecamente ligado ao direito à vida. Este direito deve sustentar o princípio da universalidade e da equidade no acesso aos cuidados de saúde e à qualidade de vida.

A
 promoção da saúde contribui para o desenvolvimento humano e económico e é um fator fundamental na luta contra a pobreza, bem como para o desenvolvimento sustentável. Neste contexto, a estratégia municipal de saúde atribui particular destaque:

a) Programas de prevenção, que passam pela promoção da informação, sensibilização e da participação da população sobre os serviços e recursos em saúde e sobre as doenças, designadamente as mais incapacitantes e mortíferas;
b) À ampliação e qualificação da oferta de recursos e atividades municipais indutoras e promotoras de mais e melhor saúde e de estilos de vida e comportamentos saudáveis;
c) À parceria com as entidades e estruturas locais de Saúde no atendimento às populações, na partilha de conhecimento, de competências, de recursos e ideias inovadoras, sustentáveis e sustentadas para a implementação de ações conjuntas que apontem para ganhos em saúde, individuais e comunitários e para uma melhor qualidade de vida das populações residentes neste território.

Projeto Almada Saudável

O plano de ação deste projeto orienta a sua intervenção de forma estruturada e intersectorial sustentado em cinco eixos:

  1. Pessoas Saudáveis e Felizes;
  2. Lugares Saudáveis para Todas as Pessoas;
  3. Sustentabilidade, Prosperidade, Paz e Coesão Social;
  4. Participação em Rede;
  5. Avaliação do Impacto em Saúde.

A implementação do Projeto Almada Saudável é um desafio que requer um modelo de gestão participativo e colaborativo com o contributo ativo de todos e de todas, incluindo cidadãos, empresas, instituições da sociedade civil, comunidade educativa, serviços de saúde de forma concertada com a premissa de não deixar ninguém para trás.

Integramos
Rede Portuguesa dos Municípios Saudáveis

A  Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis é uma associação de municípios que tem como missão apoiar a divulgação, implementação e desenvolvimento do projeto Cidades Saudáveis nos municípios que pretendam assumir a promoção da saúde como uma prioridade da agenda dos decisores políticos.

Desenvolve a sua intervenção tendo por base as seguintes linhas orientadoras:

- Apoiar e promover a definição de estratégias locais suscetíveis de favorecer a obtenção de ganhos em saúde;

- Promover e intensificar a cooperação e a comunicação entre os municípios que integram a Rede e entre as restantes redes nacionais participantes no projeto Cidades Saudáveis da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Câmara Municipal de Almada integra a Rede Portuguesa de Municípios Saudáveis desde 2017.

RPMS - Logo

 

Plano Local de Saúde

O Plano Local de Saúde é uma iniciativa que conta com a participação da comunidade no desenho da intervenção local e na seleção das áreas prioritárias que concorrem para a promoção da saúde. Trata-se de um instrumento de planeamento estratégico e operacional, baseado na evidência técnico-científica disponível e na vontade de alinhar pessoas, ideias e recursos com uma finalidade comum: melhorar o nível de saúde da população. Desenvolve 6 áreas prioritárias, a saber:

1 – Doença Cardiovascular
2 – Doenças Oncológicas
3 – Saúde Mental
4 – Alimentação, obesidade, diabetes
5 – Equidade e Acesso à Saúde
6 – Cidadania em Saúde

Plataforma Supraconcelhia da Península de Setúbal - Grupo do Eixo 4

Visa aprofundar o debate sobre estratégias integradas nas áreas de saúde mental, cuidados continuados e envelhecimento, com vista a ajustar as respostas sociais às novas necessidades diagnosticadas e capacitar organizações, profissionais e cuidadores, promovendo o bem-estar e estilos de vida saudáveis, reforçando a prevenção e o tratamento de comportamentos aditivos e dependências.

Promovemos
Saúde Mental

A Câmara Municipal de Almada tem investido fortemente na promoção da saúde, com objetivo de construir um município mais justo e saudável, com maior equidade no acesso aos cuidados de saúde dos seus habitantes.

Uma das áreas com maior investimento, no município de Almada, tem sido a saúde mental por ser uma área com maior fragilidade nas respostas, mas também porque os números da doença mental têm aumentado e representam uma preocupação para a comunidade.

Para o efeito, em dezembro de 2020, criou-se um grupo municipal de saúde mental que se mostra comprometido em promover a saúde mental e assegurar o acesso equitativo a cuidados de qualidade da população do município de Almada com problemas de saúde mental, incluindo as que pertencem a grupos especialmente vulneráveis.

Este grupo é constituído pelas seguintes instituições:

  • Agrupamento de Centros de Saúde Almada-Seixal
  • Associação Vale D’Acór
  • Câmara Municipal de Almada
  • Centro de Resposta Integradas – Equipa Técnica Especializada de Tratamento de Almada
  • Cooperativa de Ensino Superior Egas Moniz
  • FMH - Faculdade de Motricidade Humana
  • GIRA - Grupo de Intervenção e Reabilitação Ativa
  • Hospital Garcia de Orta
  • ISJD – Instituto São João de Deus / Casa do Telhal
  • ISS – Instituto da Segurança Social
  • NPISAA Núcleo de Planeamento e Intervenção Sem-Abrigo no Concelho de Almada

Com os contributos destes parceiros, foi elaborada a carta compromisso para o desenvolvimento da saúde mental no município de Almada, assinando-se a mesma hoje Dia Mundial da Saúde, reforçando o intento de construir um município mais justo e saudável para todas as pessoas, incluindo as pessoas com doença mental.

A Carta Compromisso de Saúde Mental do Município de Almada exprime o compromisso das instituições que a subscrevem com todos os valores e princípios nela manifestados, com a missiva de desenvolver a área da saúde mental neste território.

Apresenta-se aberta à sua própria reformulação e revisão. Deverá ser complementada com todos os contributos que reforcem a sua evolução, adaptando-a aos desafios que se apresentem e encetando todos os esforços para não deixar ninguém para trás, seja quem for e onde estiver.

Estão programadas uma série de ações/respostas nesta área, das quais se destacam:

- Implementação do Projeto “Cuidando”: ISJD – Instituto São João de Deus/Casa do Telhal;

 - RSA / Residência de Suporte à Autonomia: GIRA Grupo de Intervenção e Reabilitação Ativa;

- Hospital de Dia do Serviço de Psiquiatria do HGO, com assinatura do contrato de comodato para as lojas do Miradouro de Alfazina.

Carta de Compromisso
Projetos e Programas
CuiDando

CuiDandoO Instituto São João de Deus apresentou em 2019 uma candidatura ao Programa Parcerias para o Impacto, no âmbito do POR 2020, para implementar o CuiDando em Almada, face à grande necessidade de serviços e cuidados neste âmbito no concelho.
 
O objetivo era reforçar e colmatar algumas das grandes necessidades em Saúde Mental sentidas no concelho.

A Câmara Municipal de Almada constituiu-se como investidora social da candidatura do CuiDando, tendo para o efeito assinado uma carta de compromisso.


O CuiDando é um projeto intervenção comunitária em saúde mental, assente num modelo de apoio personalizado, tendo como sede de intervenção o domicílio da pessoa com doença mental grave, com vista a minimizar as dificuldades de reintegração socioprofissional das pessoas com doença mental.

A intervenção operacionaliza-se através de sessões quinzenais (frequência que pode ser aumentada ou reduzida em função da necessidade) de psicoeducação, de ensino de estratégias para lidar com a doença, assim como de promoção de estilos de vida saudáveis, em articulação com as entidades comunitárias, públicas e/ou privadas, num exercício constante de potenciação do seu uso e impacto,  com vista ao desenvolvimento de competências na área da empregabilidade.

CuiDando_Logos
Almada Município Sem SIDA

AlmadaMunicipioSemSidaA iniciativa "Almada Município Sem Sida" tem como documento enquadrador a Declaração de Paris 2.0 que define como objetivo eliminar a infeção VIH e Sida até 2030, através do apoio e aceleração das respostas locais ao VIH, atingindo as seguintes metas:

  • 95% das pessoas que vivem com VIH têm conhecimento da sua infeção;
  • 95% das pessoas que sabem que vivem com VIH estão em tratamento antirretroviral;
  • 95% das pessoas em tratamento têm carga viral indetetável;
  • Redução dos novos casos de infeção;
  • Zero casos de discriminação.

As atividades propostas na estratégia municipal integram 4 áreas de intervenção:

  1. Prevenção -  Aumentar o número de materiais de prevenção sexual distribuídos no concelho; Criar o Centro Integrado de Respostas de Saúde e Sociais no Concelho;
  2. Diagnóstico - Conhecer o perfil epidemiológico de Almada;
  3. Tratamento - Diminuir o tempo de espera para referenciação em utentes indocumentados/irregulares;
  4. Estigma&Tratamento - Reavivar Código Conduta "Empresas e VIH" e aumentar a Literacia em Saúde relativamente ao VIH.


Outras atividades:

  • Dia do Preservativo
  • Campanha do Dia Mundial da Sida (1/dez) 
  • Conferência ‘Fast-Track Cities 2020’
  • Semana Europeia do Teste VIH e Hepatites Virais

GAT

Estratégia Municipal - Almada Município sem Sida
Evento - Almada Saudável

AlmadaSaudavelTrata-se de uma grande iniciativa municipal que reúne todos os parceiros do Projeto Almada Saudável e outras entidades de referência a nível municipal e nacional.

Representa um momento de avaliação das principais áreas programáticas e projetos intersectoriais, dinamizados no âmbito do Plano de Desenvolvimento da Saúde.

Objetivos

  1. Contribuir para uma reflexão conjunta sobre o Projeto de Cidades Saudáveis e o seu desenvolvimento nas comunidades locais;
  2. Dar ênfase à importância da parceria como sendo a melhor forma de construir projetos sustentáveis na área da saúde pública;
  3. Estimular o diálogo e a discussão de temas-chaves e de estratégias de intervenção que se traduzam em ganhos em saúde para a população;
  4. Criar/potenciar a rede de parcerias e promover o desenvolvimento das estruturas concelhias;
    Partilhar experiências de promoção de saúde e de qualidade de vida.
Residência de Suporte à Autonomia

Resposta no âmbito da saúde mental, criada em parceria com o GIRA - Grupo de Intervenção e Reabilitação Activa com o objetivo de promover a reabilitação e fomentar a autonomia de vida:

  • Permitindo a aprendizagem de hábitos organizadores;
  • Possibilitando a convivência em grupo, mais normalizado;
  • Permitindo uma estreita ligação à comunidade facilitando a efetiva e progressiva integração;
  • Evitando a institucionalização;
  • Evitando o encaminhamento de pessoas para estruturas desajustadas face às suas necessidades e para longe da sua residência habitual ou da família, proporcionando processos de desenraizamento;
  • Assegurando a individualização e a estabilidade dos utentes numa vida normalizada, quer na vertente relacional (tanto na unidade como na comunidade), quer na vertente laboral/ocupacional;
  • Reduzindo a carga dos cuidadores. 
Unidade Móvel de Saúde “Dar mais Saúde à Saúde”

Dar mais Saúde à Saúde” é um projeto de intervenção comunitária com recurso a uma unidade móvel que visa a promoção da saúde de grupos vulneráveis em contexto comunitário, com melhoria da acessibilidade aos serviços de saúde, decorrente de uma intervenção em parceria, articulada e de continuidade junto da população dos territórios do concelho de Almada considerados desafiantes, visando a obtenção de ganhos em saúde.

Este projeto enquadra-se na Estratégia Municipal de Saúde de Almada que por sua vez se baseia no objetivo 3 – Saúde e Bem-Estar dos ODS – Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. É desenvolvido em parceria com o Agrupamento dos Centros de Saúde Almada-Seixal e o Hospital Garcia de Horta, tem como principais objetivos:

  • Promover a vigilância da saúde ao longo do ciclo de vida;
  • Promover o autocuidado e a corresponsabilização em saúde;
  • Aumentar a literacia em saúde;
  • Garantir a cobertura vacinal da população que eventualmente não se encontre integrada no Serviço Nacional de Saúde, com especial enfoque na população migrante;
  • Identificar e encaminhar situações de risco;
  • Promover rastreios, nomeadamente o rastreio do cancro de pele, junto à praia, imunidade do COVID 19 e todos os outros que os técnicos de saúde possam referenciar.
Café-Memória

Local de encontro destinado a pessoas com problemas de memória ou demência, aos seus familiares e cuidadores. Neste espaço é possível partilhar experiências e encontrar suporte para angústias comuns. As sessões acontecem mensalmente subordinadas a um tema com a colaboração de um orador ou com a realização de atividades. A participação é gratuita e sem marcação prévia.

O Café-Memória resulta de um Protocolo de Colaboração entre a Santa Casa da Misericórdia de Almada, na qualidade de entidade promotora; a Alzheimer Portugal, como entidade coordenadora da Rede de Cafés Memoria; a Sonae Sierra, detentora da ideia; a Câmara Municipal de Almada e cinco instituições de apoio a pessoas idosas integradas no grupo Concelhio de Idosos que são:

  • Associação de Professores do Concelho de Almada - APCA
  • Associação de Reformados Pensionistas e Idosos do Concelho de Almada - ARPCA
  • Associação de Reformados Pensionistas e Idosos da Freguesia de Cacilhas - ARPIFC
  • Centro Social Paroquial Cristo Rei
  • Centro Social Paroquial Padre Gameiro
  • Liga de Amigos do Hospital Garcia de Orta - LAHGO.

Devido à pandemia COVID19, o Café-Memória está a realizar as suas sessões online, todos os sábados, às 10h30, com acesso através do link: https://zoom.us/j/7872063580.

Dança e Gira

O programa Dança e Gira é um projeto desenvolvido pela Câmara Municipal de Almada com o propósito de envolver a população com deficiência e doença mental e a população idosa com demência na prática das terapias expressivas.

O objetivo do projeto é a promoção da funcionalidade e da qualidade de vida através de uma abordagem centrada nas capacidades, com base na ação e no movimento, com especial enfoque na promoção das relações interpessoais, no desenvolvimento de capacidades cognitivas e estimulação do domínio corporal, pelo que o projeto assume igualmente uma intervenção direcionada à comunidade local.

Ao promover momentos de aproximação do indivíduo à comunidade, pela utilização de espaços comunitários e pela abertura e convites regulares à comunidade para sessões e encontros coletivos, apela-se à sensibilização sobre as competências do indivíduo e pretende-se uma maior aceitação e convivência comunitária. O projeto aparece enquanto facilitador da relação entre a comunidade e o indivíduo com limitações da atividade e restrições na participação, enquanto facilitador da inclusão social.

Tem como intencionalidade o bem-estar e o prazer derivado da experiência. A psicomotricidade surge enquanto metodologia, com enfoque primordial na utilização do movimento, da dança e da música.

Gabinete Cuidar Melhor

Gabinete de intervenção personalizada e de proximidade, para melhorar, desdramatizar e valorizar o ato de cuidar. Tem duplo enfoque na pessoa com demência e no cuidador. Tem como princípios a abordagem centrada na Pessoa e o respeito pela dignidade humana.

O Gabinete Cuidar Melhor presta os seguintes serviços:

  • Atendimento na área social;
  • Informação sobre diversas questões relacionadas com a demência;
  • Encaminhamento para respostas sociais e outras existentes na comunidade;
  • Formação para cuidadores familiares e profissionais;
  • Apoio psicológico;
  • Estimulação cognitiva individual;
  • Grupos psicoeducativos (ação dependente da evolução da pandemia).

Pretende ainda criar uma rede de contactos para intervenção integrada e encaminhamento para as respostas existentes na comunidade; incluir e promover os direitos das pessoas com demências apoiando e valorizando os familiares e profissionais que lhes prestam cuidados e contribuir para um diagnóstico precoce e subsequente intervenção.

Em Almada a coordenação técnica para a implementação e funcionamento do Gabinete Cuidar Melhor é da responsabilidade da Santa Casa Misericórdia de Almada
desenvolvido em parceria com a Associação Alzheimer Portugal e a Câmara Municipal de Almada.

Contactos
Telefone: 93 163 39 54
E-mail: cuidarmelhoralmada@scma.pt
Horário - Telefone ou E-mail: segunda a sexta feira - das 10h00 às 16h00
Para mais informações: https://www.scma.pt/bem-vindo/-/blogs/apoio-a-cuidadores-de-pessoas-com-demencia

Atividade Física

O Programa Municipal de Desporto assenta no principio do Desporto para Todos que fomenta a prática regular de atividade física, para todos os grupos da comunidade, incluindo pessoas com incapacidades, com o objetivo de elevar os níveis de saúde da população.

Destacam-se os seguintes projetos: Almada em Forma, Alma Sénior, Diabetes em Movimento, Escolinhas do Desporto, Troféu Almada, Troféu Almada Escolar, Troféu Almada em Atletismo Mário Pinto Claro, Programa de Desenvolvimento de Xadrez, Special Ludus.

Para conhecer melhor o programa municipal de desporto consulte AQUI.

Parceria Hospital Garcia de Orta

Comissão de humanização do hospital - A Comissão tem como missão dinamizar, suportar e coordenar o processo e atividades de humanização do Hospital Garcia de Orta. A Câmara Municipal de Almada tem assento nesta comissão.