Arsenal do Alfeite

Palácio do Alfeite

Nas mãos da Marinha Portuguesa desde há mais de cem anos, a antiga Quinta do Alfeite teve, ao longo dos últimos 900 anos, uma ocupação que traduz exemplarmente a História de Portugal.

Foi pertença dos Cruzados ingleses que ajudaram D. Afonso Henriques na tomada de Lisboa em 1147. Mais tarde foi pertença de D. Nuno Álvares Pereira. Integrou a Casa do Infantado, criada no reinado de D. João IV, por Carta Régia de 11 de agosto de 1654 e ampliada por D. Pedro II através do seu testamento de 19 de setembro de 1704.

Foi local de veraneio para diversas gerações da dinastia de Bragança: D. Pedro III e D. Maria I, D. Pedro V e D. Estefânia, D. Carlos e D. Amélia são os três casais reais que mais marcaram este lugar, tendo sido escolhida pelo Rei D. Carlos para as suas caçadas e sendo este um dos seus lugares preferidos para os seus períodos de lazer.

 

Curiosidade:

A quinta do Alfeite faz parte das quintas da célebre expressão: “Está nas suas sete quintas”, juntamente com a Quinta da Piedade, a Quinta da Romeira, a Quinta do Outeiro, a Quintinha, a Quinta do Antelmo e a Quinta da Bomba.

 

O palácio e terrenos anexos foram entregues, pela Direção Geral da Fazenda Pública, à Junta Autónoma para construção do Arsenal do Alfeite. Esta Junta autónoma foi substituída pela Intendência do Arsenal do Alfeite, extinto em 1938 e substituída pela Intendência da Marinha do Alfeite. Em 1939 dá-se a inauguração do Arsenal do Alfeite.

 

Nota: As visitas podem ser realizadas através de marcação com a própria Marinha.

Contactos e links úteis:

R. Base Naval de Lisboa | 2810-001 Almada

(+351) 210 977 300

E-mail: comissao.cultural@marinha.pt

Website

Localização