Economia
Economia e Investimento

A dinamização da Economia é uma preocupação central da Câmara Municipal de Almada, como forma de permitir a criação de riqueza, a criação de postos de trabalho e o reforço da coesão social. 

A par com a captação de investimento, público e privado, nacional ou estrangeiro, é preponderante gerar dinamismo económico no Concelho.  

Através da promoção do empreendedorismo local torna-se possível contribuir para a melhoria da qualidade de vida dos munícipes

Almada, pela sua localização única e recursos naturais endógenos, é um território de grande potencial turístico, área económica que representa hoje um peso inequívoco no desenvolvimento económico de qualquer região, promovendo transversalmente diversos setores que contribuem para o crescimento da economia local. 

Neste sentido, a Câmara Municipal de Almada tem um papel fundamental para o efeito, devendo acumular funções de promoção do empreendedorismo, do investimento e da criação de emprego e, ao mesmo tempo, de promoção sustentável do turismo e apoio às restantes atividades que com o desenvolvimento local se relacionam. Sempre com respeito pela salvaguarda dos valores e recursos do património cultural e natural do concelho, que permitirá a criação de uma cidade inteligente em que se privilegia o desenvolvimento humano, integral e ecológico. 

Dinamizar Mais Almada

DINAMIZAR MAIS - LOGO

Segunda edição do Programa já arrancou, agora alargado à contabilidade simplificada

 Tendo em vista apoiar a recuperação económica do tecido empresarial em consequência das adversidades causadas pelo contexto pandémico e tendo em consideração o sucesso da primeira edição do Programa Dinamizar, a Câmara Municipal de Almada procedeu ao lançamento e ao reforço orçamental em 700 mil EUR da segunda edição deste Programa – Dinamizar Mais. 

Esta medida municipal pretende assim apoiar o comércio local e a restauração do Concelho de Almada através da atribuição direta de um montante financeiro (que varia de 2.000,00 EUR a 6.000,00 EUR, dependendo do volume de negócios em 2019), a fundo perdido, o qual pode ser cumulativo com os apoios previstos pelo Estado, ou seja, o empresário poderá usufruir de ambos os benefícios. 

A nova edição do Programa disponibiliza 700.000,00 EUR, provenientes do orçamento municipal, destinados a micro, pequenas e médias empresas e empresários em nome individual, agora extensíveis também ao regime de contabilidade simplificada, incluindo trabalhadores independentes, e ainda aos parques de diversão e temáticos. 

Esta edição terá a duração de quatro meses, à semelhança da anterior, a contar a partir do dia 4 de agosto de 2021, podendo terminar antes, caso a dotação orçamental prevista seja esgotada. 

Salienta-se que na primeira edição foram submetidas no total 289 candidaturas, sendo que foram aceites 195 candidaturas, a que correspondeu a atribuição de 998.000,00 EUR de apoio financeiro direto às empresas e empresários em nome individual de comércio local e restauração. Acresce ainda que 52 candidaturas não foram integradas na primeira edição do Programa Dinamizar por falta de dotação orçamental.

 Consulta do Regulamento e submissão de candidaturas disponíveis em Dinamizar Mais Almada

Para mais informações: dinamizaralmada@cma.m-almada.pt

«Innovation District» nasce em Almada e cria 17 000 empregos

Innovation District revista abril p14Impulsionado pelo Município de Almada, que congregou num objetivo comum de desenvolvimento territorial a Universidade Nova de Lisboa e diversos investidores privados, o «Innovation District» conta com um investimento estimado superior a 800 milhões de euros. Nas zonas do Monte de Caparica e de Porto Brandão, vai nascer uma nova cidade, com uma área total de 399 hectares de intervenção, dos quais 110 hectares são zonas verdes. Para Inês de Medeiros, presidente da Câmara Municipal de Almada, o «Almada Innovation District» é o projeto estruturante para a afirmação de Almada «enquanto polo de inovação e de criação de soluções de sustentabilidade inovadoras, assumindo também um papel de projeção de Portugal a nível internacional».

Forte investimento, mais emprego, melhor qualidade de vida
O «Innovation District» trará uma nova centralidade a Almada e às zonas do Monte de Caparica e do Porto Brandão, dedicada à inovação, ao conhecimento e à tecnologia, por via de um projeto conjunto de diversas entidades públicas e privadas. Além da criação de infraestruturas turísticas e públicas como, por exemplo, a reabilitação de Porto Brandão e a extensão do Metro Sul do Tejo até à Costa da Caparica, o «Almada Innovation District» prevê ainda a criação de 1000 novos fogos habitacionais e o desenvolvimento de atividades económicas que contribuirão para a criação de 17 000 novos postos de trabalho.

Uma nova «cidade» amiga do ambiente
O «Almada Innovation District» será uma nova cidade, moderna e sustentável, voltada para o mundo, e concebida de acordo com os objetivos definidos pelo desenvolvimento sustentável até 2030 e pela neutralidade carbónica em 2050, integrando um conjunto de soluções ambientais inovadoras. O projeto prevê a criação de uma comunidade energética com produção própria, sustentável e neutra em carbono, estruturando o desenvolvimento urbano em torno dos parques verdes e integrando, também, métodos e soluções de construção ecológicas e sustentáveis.

Projetos já em desenvolvimento
O Innovation District é mais que uma mera intenção. Trata-se de um projeto global que arrancou em 2019 e que conta já com vários investimentos privados em fase de licenciamento. A construção dos primeiros projetos de investidores privados deverá ocorrer ainda durante 2021, com a primeira fase de renovação e requalificação do Campus da Universidade Nova que prevê a edificação da parte desportiva, de uma superfície comercial e o arranque da fase I de um hub de inovação.

In Revista Almada, edição 01, Abril 2021, pp. 14-15.

Município de Almada apoia restauração e comércio com 1 milhão de euros

dinamizar; apoio
Para atenuar o impacto na economia do concelho de Almada e a consequente quebra de receitas provocada pelas restrições impostas pelas medidas de contenção da pandemia por Covid-19 ao longo do último ano, a Câmara Municipal de Almada vai apoiar aos estabelecimentos de restauração e bebidas e pequeno comércio. O Programa Dinamizar Almada pretende apoiar estabelecimentos de restauração e bebidas e pequeno comércio do concelho com um volume de negócios até 500 mil euros, em 2019, e uma quebra de faturação superior a 25%, entre janeiro e dezembro de 2020. O objetivo é contribuir para a sobrevivência de empresas e a manutenção de empregos. Na concretização desta medida, a Câmara Municipal de Almada vai investir um milhão de euros. Este apoio será pago em duas parcelas e é cumulativo com o apoio previsto pelo Estado, possibilitando que o empresário usufrua de ambos. Mais informações: dinamizaralmada@cma.m-almada.pt

O Município de Almada aprovou, em Reunião de Câmara de 19 de abril de 2021, o primeiro lote de candidaturas ao Programa Dinamizar Almada. São 578 mil euros, a fundo perdido, a distribuir por 186 candidaturas, submetidas e validada entre 29 de março e 6 de abril de 2021.

In Revista Almada, edição 01, Abril 2021, p. 17.