Almada: Um Território em Seis Ecologias (2020-2021)

Esta exposição apresentou o concelho de Almada através de uma visão panorâmica que considera a sua evolução histórica e o seu horizonte futuro. 
Propôs uma leitura territorial, urbana e arquitetónica, convocando uma série de planos, projetos e obras relevantes e relacionados, dos quais existem registros registrados. 

As seis ecologias propostas: a cidade consolidada de Almada, Laranjeiro e Feijó; a expansão pública do PIA e dos campus universitários no Monte de Caparica; o fragmentado interior da Sobreda, Vila Nova, Charneca da Caparica e Aroeira; a costa militar e industrial da frente ribeirinha do rio Tejo; a costa lúdica da frente marítima do Atlântico; ea infraestrutura que atravessa e conecta o concelho - revelam as especificidades deste território e enquadram os problemas e desafios que se colocam no presente.

A exposição apresentou um total de 131 casos de estudo, reunindo os documentos, 28 maquetes, 9 peças artísticas - além da série fotográfica do artista Paulo Catrica, das narrativas textuais e visuais do geógrafo Álvaro Domingues e do olhar sobre as instalações da indústria naval de Nuno Cera.
 

Curadoria: Arquitetos Luís Santiago Baptista e Paula Melâneo